liberdade: Fevereiro 2010

liberdade

26.2.10

Liberdade do Universo


Também para ti.
From coach to coach Mr. President.
:) :) :)

Através dos teus olhos

vi
e senti, os...

...macios

:)

Gostei tanto!

e ao que parece, hoje há mais e amanhã certamente :)

As mais corajosas lá da Casa

Eu e a F.
a maior e a mais pequena :)

a propósito da Casa

Pais, precisamos disto!

O tónico condicionador para uso diário, pela acção dos seus componentes hidratantes marinhos, desembaraça os cabelos e e acaba com os cabelos esvoaçantes que os piolhos tanto gostam. Os seus óleos essenciais australianos criam uma barreira invisível a estas pequenas criaturas quando elas andam à procura de um novo lar.
Ecokids ajuda a manter o cabelo pouco atractivo para os piolhos, por usar óleos essenciais australianos que têm um cheiro agradável para nós mas, muito desagradável para os piolhos.
Ela também ajuda a prevenir p couro cabeludo seco e descamado, devido à utilização de ingredientes hipoalergénicos como o côco, agentes tensioactivos à base de açúcar, condicionadores e nano-peptídeos de trigo.
Ajuda a prevenir cabelos embaraçados e os nós, por usar um óleo essencial solvente que actua em seco, e não um detergente.
Pelo menos 99% dos ingredientes são certificados organicamente. Provêm da flora australiana indígena como o kakadu plum selvagem, fruto conhecido mais rico em vitamina C, o eucalipto australiano, nerolina australiana, mirto de limão perfumado, azul cipreste e sândalo australiano.
Não contêm sulfatos, componentes sintéticos, são totalmente sustentáveis e rapidamente biodegradáveis.
As crianças produzem 6x menos gordura que os adultos e isso torna o seu couro cabeludo mais sensível e exposto a fragrâncias, corantes, conservantes, condicionadores e sulfatos agressivos. Eco.Kid está livre de todos eles e está indicado para crianças com idades entre os 3 e os 12 anos.

25.2.10

Mar

Não é desbocada, é leve, corajosa e verdadeira :)

neve

:)

nós 3 = 3 continentes





























:)

23.2.10

John Wooden :)


From coach to coach Mr. President.
(para ver e ouvir no silêncio da noite, escolher legendas em português e baixar o som)

Amor e o poder do exemplo :)

" Por ser estreita a senda - eu não declino,
Nem por pesada a mão que o mundo espalma;
Eu sou dono e senhor de meu destino;
Eu sou o comandante de minha alma."

O meu último

suspiro, até ao lado de lá, devagarinho porque quase sem forças, mas sempre inspirada por elas e também por ti. Estou a andar! :)

21.2.10

Lista

S. Francisco
Ovos felizes
Universidade
Cabo do Norte
Livros
Caravana
Descansar
Filhos
Rir
Explorar
Aprender
Conhecer
Biblioteca
Dormir
Apanhar laranjas
Sentir
Fotografia
Casa
Cágado
Murfacém
Energia
Música
Deserto
Comer bifanas
Dar festas macias
Trabalho
Fazer casinha
Diversão
Conhecer
Dançar
Maracujá-Tomate
Sexo
Cinema
Arriscar
Amigos
Partilhar
Cantar
Pele
Competência
Bem-estar
Passear
Família
Desporto
Crianças
Saúde
Comunicar
Margem
Poesia
...
Liberdade

Amor

18.2.10

Liberdade

É também auto ajuda, claro que sim. Deixo cair o preconceito que não tenho mas que no preconceito do que devia ter, o é.
Também os caminhos, que se cruzam, sim, que tocamos, claro que sim, mas que não controlamos porque não nos pertencem, nem mesmo na nossa novíssima e imberbe, porque sempre actualizada percepção do que nos serve ou parece certo, esses são de autor. Únicos e ajustados "apenas" ao que pode e por isso deve ser.  Liberdade :)

Inspirada

Também por ti

Se cada dia cai

Se cada dia cai, dentro de cada noite,
há um poço
onde a claridade está presa.
há que sentar-se na beira
do poço da sombra
e pescar luz caída
com paciência.

Pablo Neruda

Freedom

"Quando deixamos a nossa luz própria brilhar, inconscientemente damos às outras pessoas permissão para fazer o mesmo."

“A educação é a mais poderosa arma pela qual se pode mudar o mundo.”

“Não há revelação mais aguçada do espírito de uma sociedade do que a forma pela qual ela trata seus filhos.”

Quando o sangue começa a ferver, é tolice desligar o coração.”

- liberto-me
- participo
- amo
- bate

Invictus


:)

Liberdade













"Do fundo desta noite que persiste
A me envolver em breu - eterno e espesso,
A qualquer deus - se algum acaso existe,
Por mi’alma insubjugável agradeço.
Nas garras do destino e seus estragos,
Sob os golpes que o acaso atira e acerta,
Nunca me lamentei - e ainda trago
Minha cabeça - embora em sangue - ereta.
Além deste oceano de lamúria,
Somente o Horror das trevas se divisa;
Porém o tempo, a consumir-se em fúria,
Não me amedronta, nem me martiriza.
Por ser estreita a senda - eu não declino,
Nem por pesada a mão que o mundo espalma;
Eu sou dono e senhor de meu destino;
Eu sou o comandante de minha alma."

Invictus by William Ernest Henley
(Trad: André C S Masini)

17.2.10

Tempo-Vida-Impermanência-Equilíbrio-Amor-Liberdade

27 anos sem conseguir ouvi-los assim. A melancolia associada afligia-me, ainda que os soubesse bons. Anteontem, dois olhos nos meus e uma voz com as palavras para mim, fecharam mais um ciclo. Agora é bom ouvi-los, e ver-nos todos bons assim.

14.2.10

...

Em PAZ

- Sabes, que se te apresentares de algum modo errado ou lhe fizeres mal de alguma forma, tenho que te matar.
...
- Tambem sei, que se me apresentar do modo certo ou lhe fizer bem de alguma forma, tenho mais hipoteses de viver.

Amor

reservado em meu nome para ti

13.2.10

Mulheres-da-minha-vida

A par e passo, recomeçámos as duas em Janeiro. Para já, dali e daqui, a par e passo.

Amor

maria

Amor

Vida

Entre Tu e Filipe
Filipe 13/2 às 9:32
Antes de mais, obrigado por seres quem és.
O teu blog deixou o meu coração cheio de sol. :)
E neste circulo da vida, te espero reencontrar com esse sorriso lindo.
Falei hoje com a Maria... vamo-nos encontrar breve. :)
Descansa, ela vai valorizar ainda mais a tua energia. Pois eu sei quem tu és, quem foste e sempre serás.
Quero partilhar contigo o que estou a sentir.
Liguei-me hoje no Facebook e escapa-me o tempo de aqui deixar as minhas impressões. Então até já...
Quero muito te ver sempre assim...
Quero sempre. E assim me possas conheçer integral.
Em Liberdade.
Nem suspeitas do Passado errante ao momento desta paz que nos convida.

Breve, Filipe

(Fogo!...)

12.2.10

Donne-nella-mia-vita

Amore
Giulia Orecchia (Milano)

11.2.10

MOTHER´S LOVE

 today in English!
EXCELLENT!

Mulheres-da-minha-vida

Parabéns, minha amiga Sexóloga, grande cróma!

10.2.10

Só mais 20 minutos!

E aquela outra lá, volta cá :) Fixe!
Combinado... só mais 20 minutos :)

Liberdade

:)

Aos solavancos

anda este blog para a frente, para trás e para os lados, mas anda! :)

9.2.10

E eu

não nasci para sofrer, claro que não :)

Mulheres-da-minha-vida

"Se pensarmos que uma verdade, não nos é exterior, mas que é a soma, daquilo que podemos apreender do exterior, internamente, através da medida dos nossos sentidos, das nossas emoções, das nossas experiências. Então uma verdade nunca é absoluta nem estanque, é “apenas” o que cada um consegue, pode ou quer para si como verdadeiro em cada momento da sua existência e por isso existem tantas verdades quantos os seres humanos neste mundo." (2009).

8.2.10

Maracujá-tomate

Conheci-os e provei-os pela primeira vez hà pouco tempo. Tão bons!
E quando alguém se atira pela janela no escuro da noite e volta de lá com eles para nos dar, isso é... :) tão bom!

Mulheres-da-minha-vida

Fica aqui o link do homem que sabe ser feliz, para ti :)

Liberdade

"Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência, essa ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim." (Carlos Drummond)
Outro quase budista... Aprendo e reconheço :)

Auto-censura... em Liberdade

Escrevi dois post, que quando reli sobre outro olhar, guardei como rascunho... Nada de especial, mas vá-se lá saber... não quero complicar :(

Saúde das Emoções

Fui ao centro de saúde da minha zona inscrever-nos e escolher um médico de família... Família temos, médico não.
- Minha senhora (com cara de quem olha para um extraterrestre...), só nesta zona há 10.0000 pessoas inscritas, sem médico de família!
- Ah... Está bem...
Posto isto, deixámos de poder padecer de males físicos... Posto isto volto ao meu caminho, onde já me encontrava de instinto, sem questionar porque, sei, tenho mais que fazer :)
El cerebro no distingue entre dolor físico y emocional
"Importa más el impacto de los sentimientos abstractos que los físicos y concretos de la sed o el hambre. Los dolores causados por motivos sociales –como un desamor– o los placeres de igual naturaleza –como aprobar una oposición– activan idénticos circuitos cerebrales que los estímulos fisiológicos, básicos para sobrevivir, como la práctica del sexo.
Se está confirmando, pues, una sospecha que teníamos muy pocos en el sentido de que el cerebro trata con la misma deferencia o indiferencia, según se mire, experiencias sociales y abstractas como una falta de reconocimiento social y conductas físicas tan concretas como saciar el hambre o morir de sed.
Lo que está sugiriendo la ciencia, ni más ni menos, es que el mundo de los sentimientos y la historia del pensamiento inciden en el corazón de la gente en no menor medida que una hambruna o el calentamiento global. Entonces por qué nos ocupamos menos de los primeros que de los segundos?
Y, si eso es cierto –y ya no puede negarse que forma parte del pequeño y modesto acervo científico–, deberían matizarse muchas de nuestras convicciones o, cuando menos, alterar lo que yo llamo nuestra “estrategia de compromisos”. No es seguro, por ejemplo, que nuestra supervivencia dependa en mayor medida del famoso cambio climático que de nuestro reconocimiento individual por el resto de la sociedad; de saber, en definitiva, si me odian o me aman.
Una cría de chimpancé se aferra a su madre. El cuidado parental juega un papel esencial en el aprendizaje de los mamíferos. Esta característica, ha valido a los mamíferos (humanos incluidos) su éxito evolutivo.
Es mucho menos probable de lo que se creía hasta ahora que nuestras necesidades fisiológicas revistan un grado de urgencia mayor que nuestros sentimientos. A ver si ahora resulta que dar dinero para combatir el sida o la malaria activa el llamado “circuito cerebral de recompensa” en mayor medida que recibir la misma cantidad de dinero para colmar necesidades personales. (Confidencialmente, les confieso a mis queridos lectores que también esto ha sido comprobado en experimentos apoyados en resonancias magnéticas funcionales, aunque recomendaría no divulgarlo todavía para no soliviantar excesivamente a los incrédulos y psicópatas a quienes cuesta admitir o sentir el dolor ajeno.)
El misterio no desvelado todavía es por qué el cerebro trata igual la necesidad afectiva que la física. Todo el mundo entiende que la falta de alimentos y de agua o las temperaturas extremas causan dolor. Pero por qué utiliza el cerebro el mismo sistema neurológico para abordar privaciones y recompensas físicas que privaciones y recompensas morales?
Un equipo de científicos liderado por H. Takahashi de la Universidad de California, en Los Ángeles, sugiere que existen razones evolutivas de supervivencia de la especie que explicarían dicho comportamiento. En los mamíferos –y muy particularmente en los humanos– es muy elevada la dependencia de los recién nacidos, que llegan al mundo desprovistos de los mecanismos necesarios para sobrevivir por su cuenta. El precio pagado por disfrutar de una inteligencia mayor que el resto de los mamíferos cuando se es adulto implica dedicar los siete primeros años de la vida al aprendizaje y a formar la imaginación, en régimen de todo cubierto, por supuesto, incluidos los gastos sanitarios.
Sin la dedicación de un cuidado específico, que sólo puede dimanar de sentimientos y afectos sociales, ningún recién nacido podría sobrevivir. En este sentido, los sentimientos sociales preceden la cobertura de las necesidades físicas y concretas, como dar de comer, calmar la sed o proporcionar la temperatura adecuada. Es muy discutible que sin esos sentimientos sociales pudiera darse luego la compensación física necesaria para sobrevivir. El cerebro acierta en dar a los primeros la misma prioridad que a la segunda. Esta vez, la evolución optó por la alternativa adecuada. Ahora, sólo hace falta que todos nosotros nos comportemos de igual manera. Por lo menos, durante 2010. (Eduard Punset 2010)". É.

7.2.10

Escrito por ti

"Fosse outra altura da minha vida e ficaria aqui a remoer. Mas não é isso que eu quero para mim. Quero estar bem e por isso digo o que tenho a dizer quando me sinto um bocadito pior. Exprimir o que sinto liberta." :)

5.2.10

Feel Good

Tão simples quanto isto :)

:D :) :*



Regresso. Tão "simples" quanto isto. Muito bom :)
(com phones)

Parábola de Buda

"Ao atravessar um campo, um homem encontrou um tigre. Fugiu a sete pés, com o tigre atrás dele. À sua frente encontrou um precipício em que acabou por cair. Mas conseguiu agarrar-se à raiz de uma velha videira e ali ficou pendurado, com o tigre a cheirá-lo. Tremendo de medo, olhou para baixo e viu outro tigre, lá longe em baixo, que o esperava, cheio de apetite. Só mesmo a videira lhe estava a salvar a vida. Mas apareceram dois ratos, um branco e outro preto, que pouco a pouco começaram a roer a raiz da videira. Foi só nesse momento que se apercebeu que, mesmo ao pé da raiz, estava um morango apetitoso. Agarrando-se à videira com uma mão, colheu o morango com a outra.
E nunca um morango lhe soube tão bem!"

Johny boy

"O suprassumo da batata!"
The best of my friends... the ability to make me laugh :)

Liberdade

através das palavras do grande Caetano. É.

Moça
Me espere amanhã
Levo o meu coração
Pronto pra te entregar
Moça
Moça eu te prometo
Eu me viro do avesso
Só pra te abraçar
Moça
Sei que já não é pura
Teu passado é tão forte
Pode até machucar
Moça
Dobre as mangas do tempo
Jogue o teu sentimento
Todo em minhas mãos
Eu quero me enrolar
Nos teus cabelos
Abraçar
Teu corpo inteiro
Morrer de amor
De amor me perder
Eu quero
Eu quero
Eu quero me enrolar
Nos teus cabelos
Abraçar
Teu corpo inteiro
Morrer de amor
De amor me perder

4.2.10

Andamos

a comer ovos felizes, e isso é muito melhor para o nosso feng-shui :)